MERA EXCEÇÃO

 

Que não lhe traia a volúpia de um beijo,

Sentindo em outros lábios o meu desejo.

Nem tão pouco lhe venha à memória,

O que foi mais lindo na nossa história.

 

Que não lhe descompasse o coração,

Nos braços de outro com a minha visão.

Nem tão pouco me ponha no enredo

E revele a outro o nosso segredo.

 

Que não se descolore o verde dos mares,

Encontrando o meu em outros olhares.

Nem tão pouco matar a sede louca,

Buscando meu beijo em outra boca.

 

Que não lhe maltrate a emoção

Ao sentir nosso caso numa canção.

Nem lhe retraia o pensamento,

Ao lembrar de nós nesse momento.

 

Que não lhe mortifique a vida futura,

Por relembrar num outro a nossa jura.

Nem tão pouco mate a esperança

Por um resto de mim na sua lembrança.

 

Que não lhe venha a comparação,

Pois nosso caso foi mera exceção,

Quando você mais amou, eu te olvidei,

Quando você me olvidou, eu mais te amei.