WINSTON LEONARD SPENCER CHURCHILL

Escritor e Estadista dinâmico,

Foi o maior Ministro Britânico.

Homem de pouco mistério

Conheceu quase todo Ministério.

 

Na Segunda Guerra Mundial,

Teve uma atuação sem igual.

Destacou-se como Ministro da Defesa

De sua querida pátria inglesa.

 

Anos depois vitimado de doença,

O governo perde a sua presença

E quem ganha é a vida privada.

 

Ótimo orador e brilhante polemista,

O seu nome faz parte da lista

Que a história traz gravada.

WILLIAM SHAKESPEARE

Poeta dramático da Inglaterra,

Considerado o maior de sua terra.

Tem obras-primas nas comédias,

Mas é inigualável nas tragédias.

 

Soube abordar o amor e a paixão,

Sentimentos mais fortes do coração.

Ninguém teve tanta eloqüência,

O sucesso veio como conseqüência.

 

“Romeu e Julieta”, um clássico popular,

“Hamlet”, “Otelo” e “Rei Lear”,

Toda uma vida consagrada.

 

“Macbeth”, “Júlio César” e “Ricardo III”,

“Mercador de Veneza” e o derradeiro,

“Muito barulho por nada”.

YURI GAGARIN

Origem humilde, filho de operário,

Ele tem um feito extraordinário.

108 horas num belo compasso

A bordo de uma cápsula no espaço.

 

Yuri foi sempre muito ético,

Virtude comum num soviético.

Abriu com seu feito especial

A conquista do espaço sideral.

 

Numa experiência cruzava o céu

E o destino fez seu papel

Tendo seu tempo finalizado.

 

Com Vladimir Seryogin,

Sua vida chegava ao fim

No avião experimentado.

VICTOR HUGO

Foi Poeta, Dramaturgo e Romancista,

Além de Político francês e Ensaísta.

Uma das grandes figuras do Romantismo,

Iniciador da luta contra o Classicismo.

 

Viveu situação mais crítica

Quando se envolveu na política.

Por ocasião do Golpe de Estado

Ele acabou sendo exilado.

 

Apurou seu gênio na solidão,

Tirando do fundo do coração

O mais belo da poesia.

 

Em 1.880 renasce a esperança,

Ele volta livre pra França

Sendo um ídolo da Democracia.

VASCO DA GAMA

Navegante desde cedo,

Do mar nunca teve medo.

A mando do Rei Dom Manuel

Cumpriu seu honroso papel.

 

No mundo inteiro repercute

Sua chegada em Calicute.

Seguiu para Chaul, Cochim e Goa

E mais tarde regressou a Lisboa.

 

O Rei, em alto e bom tom,

Concedeu-lhe o título de Dom

E também Almirante dos Mares.

 

Até hoje o feito pioneiro,

Orgulha Portugal, o primeiro,

Em ter o pavilhão nesses ares.

TORQUATO TASSO

Este é o maior monumento

Da fase do Renascimento.

É o maior representante

Dessa época triunfante.

 

Sua obra é tão importante,

É considerado o herdeiro de Dante.

Nela uma jóia foi deixada,

A epopéia “Jerusalém Libertada”.

 

Grandes foram suas mensagens,

Eloqüentes as suas personagens,

Hermínia, Armida e Clorinda.

 

Na idade madura veio a invalidez,

O espírito doente então se fez,

Por mania de perseguição na loucura finda.

TIRSO DE MOLINA

Homem de cultura tamanha,

Tirso nasceu na Espanha.

Foi Escritor, grande Poeta,

Tendo uma modalidade predileta.

 

Colocava em cada crônica,

Um pouco da veia cômica.

O povo com ele muito sorriu,

400 comédias ele produziu.

 

Teve muita imaginação,

Dom Juan foi sua criação,

O rei das mulheres, em média.

 

A poesia segue sua trilha,

“El Burlador de Sevilha”,

Foi sua melhor comédia.

THOMAS MORE

Tinha saber universalista,

Foi grande Escritor e Estadista.

Sua grande obra foi “Utopia”,

Que o grande Erasmo editaria.

 

Discutida nos quatro cantos da terra,

Foi sugestão para reforma da Inglaterra.

A Henrique VIII não pôde aceitar,

Pois o Santo Papa não quis renegar.

 

A princípio condenado à prisão,

Mas acusado de alta traição

Acabou sendo decapitado.

 

Pio XI, por tamanha dedicação,

Deu a Thomas More a consagração,

Sendo pela Igreja canonizado.

THOMAS ALVA ÉDISON

Homem de vida simples, natural,

A princípio um vendedor de jornal.

Apenas doze semanas de estudo

E já dominava quase tudo.

 

Deu a base para o Tubo Eletrônico,

Inventou um Transmissor Telefônico.

Criou o Mimeógrafo e o Microfone pra gente,

Foi dele a Lâmpada incandescente.

 

Aperfeiçoou a Cinematografia,

Também um Fonógrafo criaria

E Máquina de Contagem em eleição.

 

Sistema de Comunicação em navio e trem,

O Telégrafo Automático é dele também,

Um gênio de muito pouca instrução.

SÓFOCLES

Na Tragédia grega foi o segundo

E um dos melhores do mundo.

Hoje somente sete tragédias tem,

Mas ele escreveu mais de cem.

 

Introduziu algumas modificações

Nas suas diversas apresentações.

Mudanças nas áreas cênicas

Que acabaram sendo polêmicas.

 

Straus, “Electra”, em ópera transformou,

Mendelssohn, a tragédia “Antígona” musicou

E outras que seguem de carona.

 

“Rei Édipo”, “Ajax” e “As Traquinianas”,

“Filoctetes”, entre as de mais famas

E a soberba “Édipo em Colona”.