TAÇA LIBERTADORES DA AMÉRICA

 

 

 

 

 

 

 

 

SANTOS VENCE ATLÉTICO-PR DE VIRADA E OBTÉM VANTAGEM NAS OITAVAS DE FINAL

Em uma partida repleta de alternativas na Vila Capanema, em Curitiba, o Santos venceu o Atlético Paranaense por 3 a 2, pelo primeiro encontro valendo pelas oitavas de final da Libertadores da América. Com o resultado, a equipe alvinegra vai levar para a casa a vantagem de poder garantir a vaga para a sequência da competição mesmo com um empate.

O Furacão começou embalado e, aos seis minutos, Nikao aproveitou cruzamento para estufar a rede e abrir o placar. O Peixe chegou ao empate aos 25 minutos, com Kayke tocando por cima de Weverton. A virada veio na segunda etapa, com Bruno Henrique, aos 11 minutos, Kayke, com um golaço, aumentou a vantagem e Ederson descontou para o Rubro-Negro.

As equipes se encontram novamente para o jogo de volta no dia 10 de agosto, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro, em Santos.

 

 

 

 

 

 

 

 

PALMEIRAS PERDE PARA O BARCELONA AO APAGAR DAS LUZES: 0 X 1

O Palmeiras está em desvantagem nas oitavas de final da Copa Libertadores. Na noite desta quarta-feira, com um gol sofrido nos acréscimos em Guaiaquil, o time alviverde acabou derrotado por 1 a 0 pelo Barcelona, que passa a depender de um empate para seguir às quartas.

O técnico Cuca armou um esquema cauteloso para o confronto disputado no Equador. No primeiro tempo, bem postado atrás, o Palmeiras quase saiu na frente em jogada finalizada por Willian. A equipe local pressionou na etapa complementar e garantiu o triunfo com um gol de Alvez.

O jogo de volta entre Palmeiras e Barcelona de Guaiaquil está marcado para as 21h45 (de Brasília) do dia 9 de agosto, uma quarta-feira, no Estádio Palestra Itália. Às 16 horas deste domingo, no Mineirão, o time alviverde pega o Cruzeiro, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

BARCELONA 1 X 0 PALMEIRAS

BARCELONA Banguera; Velasco, Aimar, Arreaga e Pineida (Valencia); Minda (Castillo), Oyola e Diaz; Esterilla Alvez, Ayovi (Vera)

Técnico: Guillermo Almada

PALMEIRAS Fernando Prass; Tchê Tchê, Mina, Luan e Juninho; Thiago Santos e Bruno Henrique; Willian, Zé Roberto (Roger Guedes) e Dudu (Michel Bastos); Borja (Keno)

Técnico: Cuca

Local: Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, em Guiaquil-EQU

Data: 5 de julho de 2017, quarta-feira

Árbitro: Patricio Losteau (ARG)

Assistentes: Diego Bonfa (ARG) e Gustavo Rossi (ARG)

Cartões amarelos: Pineida, Valencia, Diaz (BCN); Zé Roberto, Juninho, Tchê Tchê (PAL)

GOL: Alvez, aos 46min do 2ºT

 

 

 

 

 

 

 

 

GALO EM NOITE RUIM PERDE NA BOLÍVIA PARA JORGE WILSTERMANN

O Jorge Wilstermann voltou a mostrar força em seus domínios. Mais uma vez, a equipe boliviana fez do mando de campo sua maior arma e o Atlético é o novo nome que entra para a lista de adversários derrotados no Estádio Félix Capriles nesta edição da Copa Libertadores. Com a vitória por 1 a 0 sobre o Galo, o Wilster mantém os 100% de aproveitamento jogando em Cochabamba e leva a vantagem mínima para o duelo de volta, no dia 9 de agosto, no Independência, em Belo Horizonte.

Os bolivianos se classificaram às oitavas de final na segunda posição do Grupo 5 da Copa Libertadores. O Wilstermann foi o único dos segundos colocados a vencer todas as partidas como mandante. Mais que isso, venceu grandes equipes do futebol sul-americano. Jogando no Félix Capriles, os cochabambinos bateram Peñarol (6×2), Atlético Tucumán (2×1) e Palmeiras (3×2).

O Galo fez excelente papel e passou na primeira posição do Grupo 6 da Libertadores. A campanha foi a melhor da competição. Para isso, além de vencer os seus jogos no Independência, a equipe mineira também obteve bom desempenho jogando longe de Belo Horizonte. O Alvinegro venceu o Sport Boys por 5 a 1, na Bolívia, empatou com o Godoy Cruz em 1 a 1, na Argentina, e só foi derrotado pelo Libertad, por 1 a 0, no Paraguai.

Ao Atlético, deve ficar a resiliência de que o time pode voltar a apresentar seu melhor futebol jogando em casa. Assim como o rival boliviano, o Galo venceu todas as partidas que fez como mandante. No Horto, a equipe alvinegra derrotou Sport Boys (5 x 2), Libertad (2 x 0) e Godoy Cruz (4 x 1). O Wilstermann, por sua vez, perdeu todas as vezes que atuou longe de Cochabamba: Palmeiras (1 x 0), Atlético Tucumán (2 x 1) e Peñarol (2 a 0).