CIÚME

ciumes

É um fator de insegurança,

Uma vida em desconfiança.

Quem a esse mal se sujeita,

Vive uma vida de suspeita.

 

Com o seu ego dominador

Asfixia a quem diz ter amor.

Domina a conduta e o pensamento,

Busca o ciúme a todo o momento.

 

O ciumento tem a visão turvada,

Ele só vê o que lhe agrada.

Na dúvida se precipita,

Só se envolve no que acredita.

 

Ouve somente a sua emoção,

Fica sempre surdo à razão.

Inseguro do próprio valor,

Descarrega em seu amor.

 

Com a mente exacerbada,

Vê suspeita e não tem nada.

O veneno lhe toma a mente,

Age assim insanamente.

 

Nenhuma companhia é boa,

Duvida de qualquer pessoa.

O isolamento que procura,

Leva a parceira à loucura.

 

Com o ciúme nada se ganha,

Mas vencê-lo é uma  façanha.

Quando o egoísmo lhe inspira,

O alguém ao lado mal respira.

 

Um novo horizonte é aberto,

Quando do ciúme é liberto.

Os dois desfrutam a paz,

E o amor finalmente se faz…