AO QUE VIRÁ…

ao-que-vai-nascer

 

Foi assim, por muito te querer,

Na união dos corpos, um novo ser.

Uma relação feliz, ausente de dor,

Onde o prazer se fez do nosso amor.

 

 

Desse amor tão grande da gente,

Brotou a mais bela semente.

Guardada no santuário do ventre,

Para que logo nesse mundo entre.

 

 

Ela sentirá num toque na barriga,

O carinho dessa minha mão amiga.

No percurso desse pequeno trajeto,

Um grande amor para o nosso projeto.

 

 

Por nove meses te esperarei,

Mas desde a concepção já te amei.

Aguardarei muito ansioso

Por esse dia tão glorioso.

 

 

Há em nossa ansiedade,

Um clima de pura felicidade.

Sinto no olhar um novo brilho,

Seja bem-vindo, meu filho!